Rio: Jardim Botânico, Parque Lage e Forte de Copacabana

O início desta viagem está aqui: Rio <3 

Depois de andar horrores no dia anterior, domingo acordamos cedo (relativamente hehe) e fomos para o Jardim Botânico. Pegamos o metrô até o Botafogo e de lá o "Metrô na superfície", que é um ônibus que tem integração com o metrô.

Na hora de entrar no jardim, o moço da portaria achou que fossemos estrangeiras e falou em inglês, achei muito engraçado. Acho que foi a primeira vez que fizeram isso no Brasil – em SP todo mundo já está acostumado com quem tem cara de oriental, né. A entrada custa R$7.

O Jardim Botânico é bem grande e havia várias pessoas fazendo ensaios fotográficos – gestantes, casais, famílias... –, o que é compreensível, porque é um local bem bonito.

De lá fomos andando até o Parque Lage. No caminho, almoçamos no Pólis Sucos, que tem muitas opções de refeições e lanches, desde PF até açaí. 

Nesse casarão dentro do Parque Lage há exposições e funciona a Escola de Artes Visuais. Também tem banheiro, o que foi bastante conveniente hehe. Como já tínhamos andado bastante no dia anterior e durante a manhã, demos uma volta no casarão e não andamos tanto pelos jardins. Havia muitas pessoas fazendo piquenique e há até mesmo uma área com mesinhas próprias para isso e outras muitas pessoas tirando fotos.

E a última parada: Forte de Copacabana! Fica no posto 6, a entrada custa R$6 (estudantes e idosos acima de 60 anos pagam meia; menores de 10 anos idosos acima de 80 anos, militares das Forças Armadas são isentos). É um museu do exército brasileiro que retrata como era a vida no Forte e também mostra alguns armamentos. A sensação de enclausuramento que se tem dentro das construções do Forte é horrível, imagina em épocas de batalhas... Mas, por outro lado, a vista de lá é incrível. Dá para ver a praia de Copacabana e o mar <3

Lá também tem uma Colombo. As mesas do lado de fora são bem concorridas, por causa da da vista, mas se quiser comer no salão fechado não demora tanto assim para conseguir sentar. Dessa vez fui de cappuccino, coxa creme (muito amor) e pastel de Belém (não gostei muito :P).

Mal vejo a hora de voltar para o Rio... Nem é tão longe assim, mas o clima da cidade é completamente diferente :)

Beijos,
Cris